6 expressões populares que ninguém sabe o que significa

Descubra quais são as expressões usadas por todo mundo, mesmo por quem não sabe o significado.

Anúncios

A Língua Portuguesa é repleta de variações linguísticas, gírias, expressões típicas a maneirismos. Neste contexto, existem 6 expressões populares que ninguém sabe o que significa, mesmo usando com frequência no cotidiano.

No geral, são expressões com significados ricos e que fazem referência a aspectos culturais. Dessa forma, podem enriquecer o seu vocabulário e te auxiliar a se expressar melhor dentro da comunicação oral ou escrita, principalmente se você souber o que está dizendo.

Anúncios

Quais são as expressões populares que ninguém sabe o que significa?

1. Abotoar o paletó

Essa é uma das expressões populares que foram passadas entre as gerações com o tempo, mas acabou perdendo o significado original ao longo do tempo por desconhecimento de quem usa. Em termos simples, quem está abotoando o paletó está morrendo.

Leia também: Descubra sua ancestralidade através do DNA

Anúncios

Isso porque um dos costumes na preparação de um velório ou sepultamento envolve vestir o falecido com roupas formais. Assim, se abotoa o paletó de quem morreu para deixá-lo apresentável.

Como consequência, tornou-se popular dizer que abotoar o paletó é sinônimo de morrer, mas uma forma mais delicada de dizer isso. Confira alguns exemplos:

  • Do jeito que ele está, vai abotoar o paletó em breve;
  • Não sei se o Paulo dura muito tempo nesse estado de saúde, a família precisa se preparar se ele abotoar o paleto;

6 expressões populares que ninguém sabe o que significaImagem: Reprodução/Pexels

2. Para inglês ver

Essa é uma das expressões populares com maior caráter histórico, porque se refere a uma tradição política dos tempos coloniais no Brasil. Em primeiro lugar, significa criar ou fazer algo com a missão de exibir, mostrar somente por mostrar, sem necessariamente uma efetividade ou verdade naquilo.

Na primeira metade do século 19, a Inglaterra tentou abolir a escravidão no mundo por interesses puramente econômicos, pois queriam explorar recursos que estavam na mão de outras nações escravocratas. Entre os países onde essa ação pretendia ser realizada estava o Brasil, que na época tinha o trabalho escravo como base da economia.

Para resistir às pressões sobre a própria colônia, a Coroa Portuguesa promulgou leis como a Lei Feijó, que declarava os africanos desembarcados em portos brasileiros nesse período como livres. Na prática, a lei não foi cumprida, e daí surgiu essa expressão “para inglês ver”, porque foi uma medida para aliviar a pressão do Império Britânico. Veja alguns exemplos:

  • Ela contratou uma equipe de consultoria jurídica, mas é coisa para inglês ver porque nada mudou;
  • João vive dizendo que compra roupas de grife, mas é para inglês ver, todo mundo sabe que é de segunda mão;

3. Ficar a ver navios

Essa também é uma das expressões populares de caráter histórico, porque surgiu em Portugal. Com a morte do lendário Dom Sembastião, rei de Portugual em 1578, diversas mudanças políticas drásticas criaram na população a esperança de que seu monarca não estava morto de verdade.

Assim, os portugueses na época ficavam esperando o retorno de Dom Sebastião, olhando para o oceano com frequência a procura de uma embarcação gloriosa trazendo o rei que restituiria a glória nacional.

Contudo, como isso nunca aconteceu, os portugueses ficavam a ver navios. Sendo assim, essa expressão designa a frustração e decepção de não ter um objetivo cumprido, mesmo com os melhores esforços empreendidos. Veja alguns exemplos:

  • Ela esperou o seu parceiro chegar no restaurante, mas ficou a ver navios;
  • Prometeram que iam mudar de atitude, mas os funcionários ficaram a ver navios;

Navios

Imagem: Reprodução/Pexels

4. Pé atrás

Em termos simples, ficar com o pé atrás significa estar na defensiva. No mundo das artes marciais, essa postura é adotada para sustentar a base diante do ataque de um oponente ou antecipar um ataque que demande movimento ou força do corpo.

Dessa forma, é um sinal de alerta, mas também pode indicar insegurança. Então, é como se a pessoa não estivesse completamente envolvida naquela situação, pois está com um pé fora da porta, pronta para ir em outra direção.

Como um indicador de desconfiança, pode ser usado em vários sentidos. Confira alguns exemplos:

  • Ela ficou com o pé atrás diante da proposta de emprego;
  • Quando decidiu voltar com o ex-marido, ficou com um pé atrás o tempo inteiro;

5. Sem eira nem beira

Por sua vez, essa expressão designa uma pessoa que está completamente destituída de bens. Isso porque essa é uma expressão portuguesa, já que no linguajar do país lusitano, eira é a designação de um terreno de terra batida ou cimento onde os grãos são secos.

Ademais, a beira é uma extensão de telhado, uma espécie de varanda, que protege a eita porque vai além das extremidades do telhado tradicional. Ou seja, quem está sem eira, nem beira, não tem nem um terreno e nem um teto para se proteger.

Portanto, é o mesmo de dizer que a pessoa não tem nenhum tostão, pois ambas expressões populares tem o mesmo valor. Confira alguns exemplos?

  • Depois que a empresa declarou falência, o dono ficou sem eira, nem beira;
  • Ela está sem eira, nem beira desde que saiu do último emprego;

6. Dar com a língua nos dentes

Essa é uma expressão associada com o seu significado literal. Uma pessoa que dá com a língua nos dentes normalmente está falando demais e acaba mordendo a própria língua, ficando com aquela dor latente depois.

Em relação ao significado desse dizer popular, quem dá com a língua nos dentes acaba dizendo algo que não deveria ter sido compartilhado, falando demais ou expondo um segredo. Da mesma forma que o acidente de morder a língua causa uma dor e um susto, expor um fato sigiloso também.

Por isso, se diz que alguém deu com a língua nos dentes quando falou mais do que devia. Veja alguns exemplos

  • Ele deu com a língua nos dentes e estragou a surpresa de aniversário;
  • Mesmo participando da reunião sigilosa, Mathias deu com a língua nos dentes para os outros funcionários;

E aí, gostou de aprender sobre essas expressões populares?

Nunca mais fique em dúvida sobre o que alguém está dizendo ou na hora de utilizar uma dessas expressões populares. Com esses significados, você consegue se comunicar de um jeito mais despojado e carismático.

foto do autor

Cecília Fernandes

Jornalista e Produtora Audiovisual com especialização em Conteúdo e Storytelling. Candanga de nascença, goiana de criação.

Você também pode gostar

Aprenda Novos Idiomas com Makesyoufluent

Aprenda Novos Idiomas com Makesyoufluent

Anúncios Você quer aprender um novo idioma, mas não tem tempo para ficar investindo em seus estudos de uma nova língua? Deseja adicionar um novo idioma no seu currículo, mas não sabe por onde ...
Continue lendo →

Aplicativos para Editar Fotos com IA

Anúncios Você quer aprender um jeito fácil e prático de editar suas fotos? Está procurando por aplicativos que reduzam o trabalho que você tem para chegar em um bom resultado? Então você precisa conhecer ...
Continue lendo →

Experimente os Filtros e Efeitos que estão fazendo Sucesso

Anúncios É inegável que os filtros e efeitos estão fazendo sucesso, mas você sabia que existe uma plataforma que concentra diversos recursos divertidos para você experimentar? Pois é, com o aplicativo Vids AI – ...
Continue lendo →